Arrependimento

18/08/2006

Licuricido

Matei o Licuri ontem à noite depois de um meio show de Nando Reis.
Se arrependimento ressuscitasse…
Ressuscitou apenas o nome e o endereço www. O resto é mar.
É tudo o que não quero contar.
E como sou ególatra mas não autista, estou de volta à rede. Sou peixes.
É impossível ser infeliz sozinho.

Primeiro texto na segunda edição do Licuri, em 18 de agosto de 2006, no Uol Blog.

Comentários:

[Aslan] [jbaslan@uol.com.br] [Salvador/BA/Brasil]
PQP! Eu não sabia nem que você e o Licuri estavam em conflito, de repente recebo a notícia de que um matou o outro! É duro, mas paciência… Se foi questão de vida e morte e você agiu em legítima defesa… 19/08/2006 17:44
Resposta:Foi ele que começou, como disse certa vez o três anos e meio André para a seis meses Maria. Legítima defesa, é claro, como na versão troca de tiro com policiais que costuma adicionar ainda mais verdade aos jornais. Acho que o danado estava me escravizando e aí arranjei uma oportunidade. Mas veio o arrependimento e eu fui mais rápido do que o Criador, que levou longos três dias para decidir pelo filho. Minha pequena criatura subiu à blogosfera de novo em apenas uma noite. Voltou vazio, mas já está enchendo o saco! E querendo me escravizar novamente. Ele que comece…

[Kátia] [borgeskatia@hotmail.com]
Marcos, Oh! Na hora que resolvo entrar, novamente, no seu blog, pra me atualizar de suas proezas poéticas, você vem com essa? Faça o favor de recobrar o juízo, tá bom?! 18/08/2006 20:37
Resposta: Tá vendo, não entrou todo dia, perdeu. O Licuri nos sacaneou. Quis ser mais do que era. Com falsa humildade quis apenas ser Guevara e não Castro, Joplin e não Jagger, Alves e não Bilac, Pushkin e não Ievtuchenko. Preferiu a glória efêmera do Haley, à solidão escura e monótona de Plutão. Poderia ter em vida como slogan o verso do poeta: Sou pequeno, mas só fito os Andes. Mas o Licuri deverá recobrar o juízo, ter esposa, muitos filhos e criar barriga. Será mais verdadeiro. Ou não.

[Nílson] [nilson.galvao@gmail.com] Porréessa, rapá!! Isso logo depois de cunhar a literatura de pixél???? O Licuri não é mais seu, é do mundo (e-mundo, mas mundo). Como leitor, exijo que vc resgate tudo e recoloque na rede!!! 18/08/2006 19:06
Resposta: Você acabou de virar co-autor com este e-mundo e o providencial deslocamento da sílaba tônica (quem ver assim pensa que sei). Fica assim então: Se neste vasto mundo existe Literatura de Cordel, porque no e-mundo não haveria de ter Literatura de Pixél? Pensei até em ressuscitar o Licuri com o nome de Literatura de Pixél. Mas sou fiel às nossas origens caatingueiras. Sabia que o licuri pode ser considerado uma fruta autêntica da Bahia? Além de Caetano e Luiz Mott, temos também o Licuri.

[Marcelo] [marcelobritocardoso@yahoo.com.br] Não se desespere com fatos que são contrários à nossa vontade, coloque simplesmente a culpa na tecnologia! Afinal se o Licuri foi para o espaço, que fique por lá e que tenhamos as melhores lembranças dele. Fato semelhante aconteceu comigo essa semana, meu celular sofreu uma queda e teve fratura exposta, compromentendo todo o seu lado esquerdo (derrame cerebral) e em consequência perdi a metade da minha agenda. Agora aprendi, a parte que recuperei estou anotando também em agenda convencional de papel. Estou sobrevivendo… e tentando reconstituí-la. A propósito, me mande os seus telefones de contato. 18/08/2006 18:42
Resposta: O homicídio ou suicídio só foi contrário à minha vontade depois de consumado. O ato em si, na hora do crime, foi desejado e até prazeroso. Prazer perverso, que é o dos melhores. Também tenho boas lembranças dele, marejei muito ao escrever aquelas linhas, que agora são mito… quaquraquaquá. O coco pequeno foi pro espaço mesmo e só se encontram pedaços de suas cascas digitando licuri na busca por blog no uol blog. Quanto ao seu celular, ao ter comprometido este lado aí da agenda, ficou mais petista. Dá pra Stael. E você está certo, papel é o suporte mais seguro. Existem manuscritos em papiros conservados há mileetrocentos anos. E, veja só: bastou um delete de fração de segundos para mandar o Licuri com todos os seus risos e lágrimas pro espaço. PS – Ô cunhado distraído. DDA só do lado de cá da família, certo?. É só ligar pro hotel. De qualquer modo, já mandei o e-mail.

[fdias] Que bom vc que vc ressuscitou o Licuri…..bj 18/08/2006 15:59
Resposta: Obrigado. Você foi a primeira que notou e comentou o defunto. O coco minúsculo, mesmo sendo coco, cometeu ontem a maior escrotidão que um humano pode cometer – o suicídio. O suicida é, em síntese, um grande egoísta, um grande sacana. Que me perdoe Gustavo, que lá em 1982 se jogou sobre nós, seus amigos e família, do décimo terceiro andar do Orixás Center. O pai dele não recobrou o juízo. Para nós ele deixou como herança uma ponta de culpa recorrente. Que me perdoe eu mesmo, que já pensei seriamente sobre o assunto. Isso bem antigamente, que fique claro. Hoje desconto num pobre, pequeno e indefeso coco. Meno male.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: