Cores na beira da estrada

20/11/2012

Sem tílo

Nunca me deixam parar para fazer fotos. Desta vez cederam e o combinado era parar toda vez que fosse avistada uma árvore florida, não valia verde. E aí surgiram os ipês roxos, três de uma vez, em frente ao povoado de Bravo. No céu a lua nova, um pássaro de papo amarelo, no chão formigueiros. Antes, outro Ipê roxo solitário e mais antes ainda, uma árvore vermelha, não sei o nome.

Vejas as fotos aqui: https://www.facebook.com/gusmaomarcus/media_set?set=a.3973821500710.2143537.1135737937&type=1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: