Médico

10 horas da noite de ontem, uma mulher e um senhor vão de farmácia em farmácia na Graça em busca de um tranquilizante. Ele faz as vezes de motorista,  de segurança, a cidade está violenta. Sempre atencioso, às 10 da noite, depois de um dia extenuante de trabalho. Na hora de comprar o remédio é preciso uma prescrição específica para o genérico, único disponível. Ele prontamente puxa o receituário e prescreve novamente. As atendentes olham curiosas aquele médico e aquela mulher ali, 10 da noite, em busca de um tranquilizante. Eram 10 horas da noite e o médico acabara de fazer sua última visita do dia no Hospital Português,  ouviu pacientemente e consolou sua paciente oncológica que desabara no choro. Sua paciente de mais de 14 anos de batalha. Ele se prontifica a ir com a filha dela  em busca do tranquilizante, de farmácia em farmácia, na Graça, às 10 horas da noite.
Dizem que age assim, cotidianamente, com funcionários, colegas, pacientes.
Dr. Renato existe?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s