Leão pode ter sido criado no WhatsApp

02/05/2017

27_03_15_Circo Picolino_foto_Valter_Pontes_AGECOM13

A Escola Picolino de Artes do Circo mata um leão por dia para manter viva a arte circense.  Em mais de três décadas,  Picolino é sinônimo de circo na Bahia. Talvez seja esta presença forte no imaginário, este top of mind quando se fala em circo,  o alimento para o boato de que seria do Circo Picolino o ”feroz e faminto” leão fugitivo de uma jaula numa estrada no interior. O leão seria o responsável pelas mortes –  verdadeiras – de mais de 30 pequenos animais de criatórios de pequenos agricultores.

Mesmo que o Picolino não seja um circo itinerante, mesmo que o Picolino não tenha caminhão e nem trabalhe com animais desde sua criação,  há até  um motorista do Picolino e um local onde o bichano teria escapado,  a estrada – BA-409, perto de Serrinha. Há até “testemunhos” de moradores que teriam visto o animal.

Basta googlar “leão, circo, Picolino” (http://bit.ly/2p6KjZe) para ver que a “notícia” foi replicada em dezenas de blogs e sites regionais e até nos sites dos  jornais de Salvador. O Correio* já apagou – ficou apenas o registro na busca do google – mas a Tribuna mantém ainda a história publicada até hoje, dia 2 de maio.

A boa nova chegou de um site do interior, o Notícias de Santa Luz, que talvez tenha matado a charada. O site revela que desde o aparecimento de dezenas de animais mortos começaram a circular pelo WhatsApp mensagens sobre o leão do Circo Picolino, que teria fugido na noite deste sábado, 29 de abril.  Circulou até áudio do suposto motorista do caminhão do circo relatando a fuga do bichano. Para ilustrar a notícia, sites e blogs capturaram uma foto de um leão em uma estrada de Santa Catarina, publicada em 2013, como se fosse o leão do Picolino.

O Notícias de Santa Luz teve o cuidado também de ouvir o Circo Picolino, ouvir um veterinário e ouvir um morador para chegar a uma hipótese, talvez a mais próxima da verdade: os animais teriam sido mortos por cães, fato que vem se repetindo na região há mais de um ano.

Foto: Valter Pontes/Agecom – Apresentação da Picolino em homenagem a Gregório de Mattos  no Festival da Cidade 2017,

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: