Arquivo da categoria: Picolino

Trunfo

Cartaz Salvador BAweb (2).pngAs Fulanas me chamaram para um job, como dizem os mais moços, e eu estou aqui a madrugar, não para falar da minha vida, nem da sua, nem da dos outros, mas dos destinos revelados pelas cartas do tarô.

Portanto, agende aí sua consulta para o espetáculo Trunfo, neste sábado e domingo, no Circo Picolino, em Pituaçu, às 17h30, com entrada franca.

Como no livro O jogo de Amarelinha, o grupo Projeto Vertigem, do Belém do Pará, dá ao distinto público a possibilidade de definir o destino, ou a ordem do espetáculo, ao tirar os trunfos, ou cartas do tarô. Quem sabe você não será contemplado?

 

Mas as duas matinês sob a lona de Pituaçu ainda têm mais atrações. No sábado, a programação no Circo começa mais cedo, a partir das 15h30, com o Espetáculo de Encerramento do Curso de Férias da Escola Picolino de Artes do Circo, e prossegue com a participação da Banda SSA Fanfarra Moderna e Bar Fulanas. No Domingo, depois do espetáculo, tem DJ e Bar Fulanas.

As cartas estão lançadas.

Anúncios

Fernando Vivas não perde a viagem

fernando-vivas_foto-do-dia_a-tarde-18_04_2009-copia

A sugestão de pauta estava marcada para 9 da manhã. Do jornal A Tarde vieram Meire Oliveira para o texto e Fernando Vivas para as fotos. Só que o caminhão com as 7 lonas do edital da Funarte destinadas aos circos baianos quebrou em Conquista e só chegaria no final da tarde. Meire se virou, entrevistou os donos de circo e membros da Cooperativa de Circenses da Bahia que ali estavam, entrevistou Anselmo, foi na casa de Jailton, o artista que começou na Picolino e hoje é um dos integrantes do espetáculo Quidam, que o Soleil vai trazer a Salvador. E o texto ficou bem bacana, saiu hoje na página 7 do jornal, alto de página, colorida, enfim, uma senhora matéria. Infelizmente A Tarde não coloca muitos dos seus textos no on line e somente assinantes podem ler (aqui).

E a foto?  Um  fotógrafo normal xingaria, reclamaria da vida, diria que sem lona não há fotos, voltaria mal humorado pro jornal – conheci muitos destes. Vivas não é nem uma pessoa normal, nem um fotógrafo normal. Não só fez a foto da matéria, numa bela composição com donos de circo e artistas em ação no fundo, como  emplacou também a foto do dia na página 2 do jornal (acima). O jornal pediu pra avisar quando as lonas chegassem para mandar outro fotógrafo. Não precisou. Sempre fui macaco de auditório de Vivas. Confira com vagar seu trabalho no Olho da Rua.

E eu estou de volta mais intensamente à Picolino, participando da equipe que prepara uma publicação para os 25 anos da escola, divulgando os cursos.

Conheça mais a Picolino no blog da Escola, no fotolog e neste novo blog específico criado por mim ontem para divulgar os cursos e que ainda está em (argh!) em construção.

O correio também deu duas páginas de seriviço hoje no caderno vida  sobre as vantagens das aulas de circo sobre as academias para manter a forma de maneira mais lúdica, com destaque para os cursos da  Picolino. A matéria é assinada por Dóris Miranda, as fotos por Angeluce Figueiredo, mas já está fora do ar no site, onde não há a opção edições anteriores. Vou pedir um pdf ao pessoal da redação para colocar lá no blog.

Para completar o dia, encontrei por acaso o recém-criado  Picadeiro – A magia do Circo, das jornalistas  Cassandra Barteló, Giovanna Castro e Paula Pitta, do curso de pós-graduação em Jornalismo e Convergência Midiática da Faculdade Social da Bahia (FSBA).  Muito bacana! Tem vídeos do Quidam postado lá, tem histórias de circo. Vale uma conferida.