Posts Tagged ‘Amigos’

Algum crédito

07/08/2013

Para aqueles que, como eu, tem pouca fé na humanidade aumentar o crédito:
Alcione, a pessoa que trabalha conosco como diarista, barrigão de 8 meses, abre toda feliz uma caixa. Manta e macacão de saída da maternidade, produtos de qualidade. E bonito.
Presente de quem? Dos amigos do buzu.
Se você não sabe que instituição é essa, saiba que ela é poderosa.

https://www.facebook.com/gusmaomarcus/posts/10200307506587056

 

 

Amigos da onça

21/04/2013

1679_563227793698616_645076888_n

Outro dia comparei o facebook a um vilarejo.
Nestes dois blocos de quadrinhos há um resumo engraçado da tribo mala deste vilarejo.
Há ainda neste vilarejo os que escaldam os demais, patrulham, enchem o saco com comentários “nada a ver” como dizem as crianças daqui de casa. Mas mesmo assim ainda vale, e muito, a pena.

Clique nas imagens para ampliar.

554565_568410963180299_1656555428_n

Imagens: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=568410963180299&set=a.558597987494930.1073741828.558341120853950&type=1

 

https://www.facebook.com/gusmaomarcus/posts/4714389494447

Facebook

27/02/2012

419815_2792391245692_1215501240_n

4 dígitos de amigos reais (todos meus reis) e imaginários… 1000 amigos a ouvir pacientemente. Alguns curtem, outros compartilham, outros silenciam, outros balançam a cabeça, outros sentem vergonha alheia, outros orgulho, outros nem aí, outros sempre aqui. Muitos se lembram de histórias compartilhadas na vida real, são pessoas com quem convivi há 20, 30 anos e aqui reapareceram. Outros compartilham o presente e são pessoas que ainda nunca vi. Mas são próximas. Gosto muito de assistir a meus 1000 amigos. Cinema real. Clico na página inicial pra ver a banda passar, tocando coisas de amor, desamor, verdades, meias verdades, alegrias e tristezas. Às vezes interfiro, entro na cena alheia. Às vezes só assisto. Não sei por quanto tempo vai durar ainda este tal facebook mas quero continuar tecendo esta rede, embarcar no sucessor e envelhecer on line. O filme não pode parar.

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=2792391245692&set=a.1137311949744.2020128.1135737937&type=1

Choveu mais fotos

15/04/2009

Continua chovendo fotos do passeio pelo subúrbio ferroviario. Clique nas imagens e nos links para viajar mais uma vez.

caze-jpgWladimir Cazé, no Silva Horrida – Guia de Cidades.

marceloMarcelo de Trói, no Gregos & Baianos,  no Flickr e no Orkut.

Já registradas  nos posts anteriores: 

Haroldo Abrantes, no blog Maria Muadiê

Giuseppe Fiorentino, no Flickr

Shirley Stolze, no Flickr

Fátima Caires, no Orkut

Mariana Carneiro, no Picasa

Talita Nunes, no Picasa

Gilberto Lyrio, no Orkut e no Flickr

E vem aí o passeio de catanica… Aqui.

Choveu fotos

08/04/2009

Continuam chegando as fotos.

talita-flickr2

Que trem é esse? Clique para ver a viagem de Talita Nunes

gilberto-lyrio

Clique para ver a viagem de Gilberto Lyrio

Veja as demais fotos desta chuva:

Haroldo Abrantes, no blog Maria Muadiê

Giuseppe Fiorentino, no Flickr

Shirley Stolze, no Flickr

Fátima Caires, no Orkut

Mariana Carneiro, no Picasa

vem aí ainda as viagens  de Trói, Dalize, Luísa, Marcus…

Choveu gente

06/04/2009

Acima, os 360º de Haroldo Abrantes

E gente das mais preciosas fontes. Cinquenta almas, contadas em casa por mim e Soraya, na lembrança de cada uma delas. Vivi um dia de pinto no lixo. Feliz com minha renca, com uma renca de gente bonita, astral, divertida. Enfim, sem palavras, começo a receber as imagens. As primeiras vieram de Haroldo/Martha. Depois as de Giuseppe Fiorentino (Pepe), Gilberto, Shirley, Fátima, Mariana…
O post continua em construção, com a adição as fotos que chegam. Última atualização, 06/04 às 22:48.

haroldo

A viagem, por Haroldo Abrantes. Clique na imagem para ver as demais fotos.

pela-fresta1

A viagem, por Giuseppe Fiorentino (Pepe). Clique.

trem-ponte1

A viagem, por Shirley Stolze. Clique.

A viagem, por Fátima Caires

A viagem, por Fátima Caires. Clique.

A viagem, por Mariana Carneiro. Clique.

A viagem, por Mariana Carneiro. Clique.

No clima

28/03/2009

 

Márcia

15/02/2009

Difícil esquecer Marcinha.  Estávamos eu e Soraya ontem lembrando disso. Difícil esquecer uma pessoa tão presente em nossas vidas. Tão presente na vida de muita gente. Lembro de Marcinha sempre, lembrei dela na sexta quando uma pessoa se queixava dos maltratos da chefe, que só enxergava o trabalho. Marcinha enxergava o trabalho e as pessoas.

Impressionava a intimidade com que conversava com o ascensorista da Agecom e com o governador. Via a pessoa por trás da farda de ascensorista, via a pessoa por trás do séquito de puxa-sacos do  governador. E isso pra quem é olhado faz uma diferença absurda, por isso era tão querida.

Era nato em Marcinha este poder de olhar e enxergar as pessoas.

Marcinha adorava ter (e passar) informação, de preferência em primeira mão.  Levei uma geladeira dela  apenas porque insinuei certa vez, numa bricadeira, que ela estava desinformada.

Adorava  ter poder. E usava este poder, adquirido com sorriso, jogo de cintura e raciocínio rápido, em favor de quem precisava. Era absurdamente humana, no sentido mais amplo possível desta definição.

Releio agora e me emociono com dois textos. Um meu, feito para ela ,  publicado no Blog Sarapatel no  dia 16/08/07 ,  e outro feito por ela para  mim no dia do meu aniversário (09/03/07). Constato mais uma vez que  perdi uma pessoa muito,  muito especial.  

Hoje ela receberia meu  abraço de parabéns pelos 38 anos. Certamente estaria cercada de amigos. Como sempre esteve, até o fim.

 

P.S – Marcinha resolveu nascer no dia do aniversário de minha Maria, assim como eu também resolvi nascer no dia  do aniversário de Caio de Nilson. São formas que encontramos para ficar mais próximos dos amigos.

Paz

10/10/2008

Encontro marcado, neste domingo, às 9 horas, na Igreja do Bomfim.

Marcinha

07/10/2008

Busquei palavras, encontrei duas:

muito obrigado.