Arquivo da tag: redes sociais

Fora das redes

Estou  de volta a este coco pequeno porque saí ontem à noite  do facebook e do instagram e no whatsApp só mantive os grupos estritamente necessários.

Tudo começou com um renitente vírus no facebook pela manhã. Mudei a senha e nada. Aparecia minha cara do meu perfil ilustrando um vídeo como se eu tivesse postado em minha página e ainda marcava um monte de gente.

Aí veio o estalo e aproveitei para dar um tempo das redes. Pode ser uma semana, um mês ou mais, tempo pra avaliar se vale mesmo a pena ficar pendurado no online dia e noite, como vinha acontecendo.

Mas como de outras vezes, quando saí por pouco tempo do facebook, a regra é impiedosa: quem mais sente falta da gente é a gente mesmo. Uma ou outra pessoa nota a ausência mas o grosso sequer se dá conta. Na zoadeira das redes é difícil  notar ausências.

Enfim, um dia fora das redes. Como a Inglaterra diante do rompimento de um cabo de comunicação com o continente, proclamo: O mundo está isolado.

PS em 10 de setembro: Nove dias depois, volto hoje às redes pelo twitter.

Anúncios

Top five 2015

Dezembro gastando, tempo de fazer listas do feliz ano velho. E como boa parte das nossas vidas transcorreu diante desta tela, seguem os meus escolhidos:

1- Sensacionalista

Disparado, o melhor da internet que chegou aos meus olhos. Dá em chico e em francisco sem dó nem piedade. Isento e de verdade.

2 – Jout Jout Prazer

Com vídeos aparentemente despretensiosos, esta garota dá seu recado e segue ganhando o mundo.

3- Clímaco Dias

Escolha dura, entre amigos. Mas Clímaco manda muito bem nas ideias, no humor, com a família, com as divas. um autêntico prosa boa.

4 – Helder Reis

Fotos, fotos, fotos. Inacreditáveis fotos.

5 – Tia Má 

Descoberta recente, o mais divertido guia de comportamento masculino/feminino com delicioso sotaque baiano.

E sua lista Bê?

 

A gente se vê por aqui

Tenho vivido insônias rolando a barra do facebook. Sem falar nada, curtindo aqui e ali. Antigamente era a tv, ligada muitas vezes sem som. Observava as pessoas, o mundo na tela.
Aqui as pessoas se revelam. De uma maneira diferente do que imaginam se revelar. E eu também me revelo. Também de uma maneira diferente do que imagino. E nesse jogo de espelhos seguimos todos, com muitas impressões, mais perto ou bem mais longe da realidade.
Gosto, gosto muito de muitas pessoas daqui. Gosto especialmente das que se escancaram, se arreganham, são gente.
Não vou negar que na minha tela passa muita bobagem. Ninguém tem mais de 100 amigos no facebook impunemente. Encaro o cascalho com a esperança e a alegria de encontrar aqui e ali o melhor, o mais humano, o mais comovente, o mais belo da natureza humana, que muitas vezes nem é o mais belo, se é que você me entende.
Pode falar, pode rir de mim, mas aqui encontro literatura da melhor qualidade, poesia da melhor qualidade, fotografia idem, humor, música, gente também.
Isso aqui lembra a leitura de um papiro, de um pergaminho. Acho que nem cheguei na idade média. Um dia, quem sabe, renascerei.

No facebook