Arquivo da tag: Trânsito

Gentileza

Ao dar ré noto um carro na minha direção e então paro. Mas para minha surpresa ganho a preferência, a gentileza e toda a paciência do mundo na espera para eu completar a minha manobra. 
Não recebo buzinada, nem sinal de luz, nem gesto impaciente, muito menos obsceno, nada, nada, só um paciente silêncio e uma espera, resignada até. 
Em poucos segundos revejo meus conceitos, a humanidade não é todo este miserê, existem sim pessoas bacanas, o amor é lindo, o dia é de sol e a vida é bela. 
Busco então a face generosa pelo retrovisor mas já é tarde. 
O outro veículo já havia ocupado rapidamente a vaga deixada por mim.

 

https://www.facebook.com/gusmaomarcus/posts/10200612285646342

Anúncios

Maldade

O trânsito faz pessoas boas como eu más. E não tem fábrica mais potente de maldade e irritação do que criaturas a buzinar no primeiro segundo do sinal verde. 

Pois bem, o sinal verde abriu e ao ouvir a buzina meu carro “morreu”. Liguei imediatamente o pisca, “tentei” ligar novamente, abri o vidro, estiquei o braço, fiz sinal com o polegar para baixo, incorporei minha irmã atriz Monica Gedione, fiz cara de desespero.

Ao mesmo tempo curtia internamente o desespero do impaciente condutor, enganchado, com carros passando velozmente nos dois lados, sem conseguir sair do lugar.

Deliciosos 5, 10 segundos se passaram até que o boyzinho, num esforço de contorcionista, conseguiu se desvencilhar e passar picado na minha frente. Liguei o carro de verdade e segui engarrafado mas feliz da vida.

A partir do segundo parágrafo este texto é ficção. Mas da próxima vez, quando me buzinarem no primeiro segundo do sinal verde, será realidade.

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10200354449680604&set=a.1137311949744.2020128.1135737937&type=1

Boas novas

site portuga

Sim, existe um site português dedicado exclusivamente a boas notícias:
Jovens devolvem 60 mil euros achados em comboio
Homem dá emprego a ladrão que lhe entrou em casa
Usar redes sociais no trabalho aumenta produtividade

Queria me mudar de Salvador e morar nestes últimos três dias neste site portuga. Porque por aqui as notícias são pancadas e nestes últimos três dias a pancada foi maior. Costumo me esquivar de tragédias, elas alteram meu humor, atrapalham meu trabalho, me consomem energia. E desde sexta só vejo más notícias embora o céu tenha sido sempre azul. Domingo, por exemplo, fomos à praia no final da tarde e Ipitanga parecia o paraíso. Mas desde sexta, abro os jornais e leio dor, dor de mãe, dor de pai, dor de famílias. Pra completar,  o resto do mundo também não ajuda. Contra minha vontade abro o vídeo e lá vejo corredores chegando numa linha de chegada, felizes, perto de cumprir o desafio e de repente uma bomba. Salvador e o mundo carecem de boas notícias. Vou para Portugal, pá.